Os mais espertos já sabem que, quando um pretendente faz um convite para ver um filme em casa, a sugestão está repleta de segundas intenções. No entanto, para a ciência, a cultura do entretenimento é o que está acabando com a sexualidade dos casais, a ponto de afirmar que não haverá mais sexo no ano de 2030.

Não haverá mais sexo em 2030

David Spiegelhater, professor e especialista em estatística da Universidade de Cambridge, usando dados de um estudo realizado no Reino Unido, chegou a uma conclusão alarmante: há grandes chances de que até 2030 as pessoas não façam sexo.

O estudo descobriu que, em 1990, os casais tinham relações sexuais cerca de cinco vezes por mês, mas agora é apenas três vezes, gerando uma diminuição de 40% em apenas 20 anos. Para o professor, se as tendências atuais continuarem, os casais não terão mais relações sexuais daqui a 10 anos.

Speigelhalter, em seu livro Sex By Numbers, explica que ele considera que a causa da diminuição do sexo entre casais provavelmente se deve ao aumento da “conectividade em massa”, formada pelo Netflix e pelos smartphones.

O especialista argumenta que a tecnologia chegou de forma positiva, mas também fez que os casais ignorassem a intimidade.

Fonte: Vix